Só querer não é poder

É muito comum ouvirmos a frase “Querer é poder.” quando pessoas, cheias de boas intenções, querem incentivar outras a buscarem seus objetivos.

Mas pensemos mais seriamente sobre esta frase: querer, de forma sincera, não basta! É evidente que querer, sem qualquer outra ação, é absoluta perda de tempo. Se bastasse, todos os nossos sonhos se tornariam realidade num piscar de olhos. Todos nós, sem exceção, ganharíamos na Mega-Sena, ganharíamos carros importados em concursos de lata de massa de tomate, nos casaríamos com a Nicole Kidman ou com o Bruce Willis, enfim, seriamos plenamente felizes.

Acontece que o ato de querer, em um sentido mais amplo, deve ser seguido de outros verbos, tais como planejar, intuir, sentir, auto-instruir, ousar e, sobretudo, agir. Para estes verbos serem utilizados, necessita-se que a força motriz, que há dentro de cada um de nós, apareça e entre em funcionamento. Esta força motriz (vontade) é auxiliada pela coragem de fazer, pela ousadia no desconhecido, pela “certeza” através da intuição.

Ouço pessoas que chegam ao ponto de dizer coisas do tipo: “Se tudo der certo, eu vou…”, “Se Deus preparar o caminho…”, “Com sorte eu vou…” e se esquecem que, se não planejarem, se não se prepararem convenientemente, se não agirem, nada vai acontecer, pois as coisas só acontecem se houver algo que FAÇA acontecer. É claro que se é você que quer, é você que deve fazer acontecer.

Acredito na frase “só erra quem faz”, pois quem não tenta, tem 100% de chance de não errar. Entretanto, suas chances de conseguir que algo caia do céu são ínfimas. Aqueles que tentam, mesmo cometendo enganos, mesmo tendo sobressaltos e desencontros, são pessoas destemidas e ousadas e, cedo ou tarde, virão a experimentar o sucesso. Somente estes, terão possibilidade de ver seus sonhos se tornarem realidade, de tornar o seu “QUERER” em “PODER” .

Deixe uma resposta